Refrigerante

218

Carregados com açúcar, sódio, produtos químicos e corantes alimentares, os refrigerantes acidificam o corpo e alimentam literalmente as células cancerosas. Produtos químicos comuns como caramelo e o seu derivado de 4-metilimidazole (4-MI), também têm sido associados especificamente como uma das possíveis causas do câncer.

Uma revisão científica recente, emitida pela Autoridade de Segurança Alimentar Europeia (EFSA) de mais de 20 estudos independentes, descobriu que o aspartame, um dos adoçantes artificiais mais comuns dos refrigerantes, provoca uma série de doenças, incluindo câncer e defeitos congênitos.

Outra substância usada principalmente em refrigerantes “zero”, chamada ciclamato de sódio, é proibida nos Estados Unidos, mas no Brasil ainda é utilizada. Ela está associada ao aparecimento de câncer no trato urinário.